Venho  avaliando os sentimentos humanos através da minha perspectiva e  experiências pessoais sozinho e com outras pessoas já fazem alguns anos,  até cheguei a expor várias questões através da escrita como: medo,  depressão e saúde mental, só para citar algumas.

Minha  lista de canais do Youtube não contém só trailers de jogos, tutoriais  de jardinagem ou o próximo curta do porta dos fundos, contém  principalmente fontes de questionamento, sabe como dizem “seja curioso  sobre absolutamente tudo”.

Um dos meus favoritos é o Kurzgesagt — In a Nutshell,  um canal que utiliza animações muito bonitas para falar de temas  profundos e sérios em tom de curiosidade e exploração, nada é forçado  apenas exposto.

Estando  agora em uma das minhas fases mais complicadas apareceu um tema que já  havia me deparado anteriormente através do maravilhoso livro How to be alone (Como ficar sozinho).

Solidão  é um sentimento que pode acontecer para todos nós em algum ponto ou  mais de um ponto de nossas vidas e como o diálogo sobre esse tipo de  assunto praticamente não existia, lidar com ele também costuma ser uma  descoberta em uma aventura solo.

Mas  não precisa ser assim, não precisamos deixar a solidão nos consumir  muito menos desbravá-la como se fosse a primeira vez e ninguém no mundo  pudesse nos ajudar. É por isso que antes de recomendar que leiam o livro  gostaria de deixar o despretensioso vídeo intitulado Solidão  (Loneliness) do canal Kurzgesagt. (Com legendas em português)

Se você está se sentindo só e precisa conversar me mande uma mensagem ou ligue para o CVV no 188 gratuitamente.

Imagem da capa - Vitor Navarro