Se  há algo difícil de fazer corretamente é como melhorar nossas vidas.  Como podemos ser melhores em algo? Como paramos de fazer coisas que nos  machucam ou prejudicam?

Eu  passei e ainda passou por muitas dessas situações incômodas onde eu  deveria continuar fazendo as coisas que quero ou deveria estar fazendo.

Pior ainda são essas ações que insistimos em repetir mas desejamos tanto que elas não acontecessem ou que as controlássemos.

Mas pode ser pior? É claro que sim!

Pegue  essa ação ruim que não é passível de controle e adicione o fato de que a  controlar para mudar ou até salvar sua vida não vai acontecer do dia  para noite, então você provavelmente está condenado a ficar com ela por  algum tempo enquanto tenta "conserta-lá".

Bem, eu sei que tem muita negatividade nos últimos parágrafos, no entanto minha intenção é apenas enfatizar os seguintes pontos:

  1. Infelizmente, não importa quanto desejamos, não existe receita mágica para resolver os problemas.
  2. Não podemos controlar absolutamente tudo em nossas vidas.
  3. Mudanças não acontecem do dia para a noite.

Não posso estressar o suficiente, NÃO EXISTE SOLUÇÃO MÁGICA, NÃO COMPRE NADA QUE TE VENDEREM NESSE SENTIDO!

Eu  gosto de recordar um problema não mortal que tenho desde criança:  estudar. Eu não sou tão inteligente quanto as pessoas pensam que sou.

A  verdade é a seguinte, quando era novo eu não era bom em esportes, arte,  tocar instrumentos, teatro ou qualquer uma dessas coisas lhe arranja  muitos amigos, eu ainda tenho dificuldades com várias dessas atividades.

Eu  queria ser bom em algo e fui ensinado a ser compromissado com  objetivos, então não importa quanto eu "sofria" eu estudava todos os  dias, fazia minhas lições de casa e projetos dentro do prazo e estudando  para provas antes do tempo (não deixava para estudar no dia da prova  como os colegas, apesar de não ser tanto tempo de antecedência).

Crédito dos meus pais também por me influenciarem positivamente à estudar

Como estudante de escola pública esse hábito foi forçadamente repetido por mim, junto com alguns outros fatores, culminando em uma educação um pouco melhor do que o status quo do sistema, e ser o melhor em algo enquanto consegui finalmente arranjar amigos no processo.

Melhorou  minha vida? Não exatamente como esperava, mas definitivamente devo  várias fatores do meu eu atual a esse hábito começado no passado.

  • Conheci e continuo a conhecer pessoas interessantes. (O fato de estudar te traz amizades diferentes)
  • Protegi, mesmo sem saber, meu futuro eu de condições piores em termos de educação.
  • Abriu  meus olhos para coisas incríveis que somente o conhecimento pode lhe  oferecer. Como por exemplo fazer minha paixão por livro mais forte ao  longo dos anos.

Você  pode pensar que isso não tem relação nenhuma com outros assuntos como  deixar de fumar, começar e manter exercícios físicos, parar de roer  unha, ser melhor em entrevistas, conhecer novas pessoas, meditar,  pintar, cantar, tocar violão, andar de skate, falar outras línguas,  escrever mais ou escrever de qualquer forma.

Estes  e muitos outros estão relacionados, são questões ou condições que você  quer mudar de alguma forma em sua vida. Agora chegamos ao ponto onde  podemos dizer que você foi levado ao lugar onde está agora pelos seus hábitos de fazer as coisas.

Isto é, o fato de você não saber tocar violão é uma consequência desses hábitos. O mesmo é válido para bons resultados, eles provavelmente são consequência de uma sequência de bons hábitos, como caminhar todos os dias pela manhã por anos até que você seja um desses avôs/avós que nós invejamos.

Esses  hábitos em conjunto ou substituídos por novos são a chave aqui. Através  dos hábitos somos capazes de escovar nossos dentes, dirigir, andar de  bicicleta, cozinhar e mais, facilmente ou ao menos não tão dificilmente  como seria se precisamos lembrar todo dia como é que faz para escovar os  dentes.

"Ei! Ok meus hábitos futuros são a chave para minhas tão desejadas mudanças? Então o que faço com essa informação?"

Aguente mais um pouco…

Veja como um hábito acontece, de uma forma simplista.

  1. Seu  corpo (você) identifica um sinal para ação acontecer. (Como acordar de  manhã e ir ao banheiro para fazer xixi e escovar os dentes)
  2. A ação é efetivada! (Você realmente faz xixi e escova os dentes)
  3. Uma recompensa é recebida. (Agora você se sente aliviado e seu hálito cheira a menta)

Lembra do meu hábito de estudar? Como eu o amarrei em minha vida? (mesmo que de forma inconsciente)

  1. Sinal: almoçar em casa com lição para fazer
  2. Ação: completar os estudos em seguida do almoço
  3. Recompensa(s): Ficar livre para brincar, boas notas, deixar minha mãe feliz, novos conhecimentos
Podem existir mais sinais e recompensas para uma mesma ação.

Legal! Mas porque funcionou pra mim algumas vezes mas não todas? Várias explicações:

  • Tédio em algumas lições de casa
  • Não estava com humor para estudar
  • Brincar com os amigos era mais atraente
  • Tentar fazer muito esforço de uma vez, como estudar um dia antes da prova

Resolver  o último ponto pode tornar os outros mais fáceis de gerenciar. Ao invés  de tentar finalizar todo o semestre num dia você deve estudar um pouco  cada dia adicionando um tópico por semana ou qualquer divisão que puder  encontrar em pequenos pacotes.

Outros exemplos:

  • Aprender uma nota por semana ao invés de tocar um solo inteiro de guitarra
  • Tentar correr 1 km e adicionar 1 km ou menos por mês ao invés de tentar perder 10 kilos de uma vez
  • Adicionar palavras aos poucos para construir o vocabulário para aprender chinês ao invés de tentar ler um livro inteiro

Para  tornar passível de realizar a idéia é prender novos hábitos em hábitos  do passado, na intenção de substitui-los ou fazendo o adicionando o novo  hábito permanentemente.

  1. Acordar
  2. Tomar café
  3. Tocar as notas que você conhece por 5 minutos, gastar mais 5 minutos com outras 1 ou 2 notas novas.
  4. Repita todo dia

Não se preocupe com a mudança, preocupe-se com o processo e os resultados, você não vai magicamente tornar-se um guitar hero, mas um mês depois você deve começar a pegar o jeito da coisa.

Lembre-se, não é sobre ir rápido e sobre manter estável. Leve seu tempo

Somos  capazes de grandes coisas por mais difícil que seja acreditar, não  existe destino escrito dizendo que não nascemos para conseguir algo  (apesar de algumas vezes não depender somente de nós mesmos).

Para melhor compreender como hábitos moldam nossas vidas eu recomendo essas leituras:

All  our life, so far as it has definite form, is but a mass of habits —  practical, emotional, and intellectual — systematically organized for  our weal or woe, and bearing us irresistibly toward our destiny,  whatever the latter may be. William James

Foto da capa Nathalie Désirée Mottet - Unsplash